Os especialistas presentes na conferência “O Futuro do Retalho Automóvel”, que a ARAN promoveu, em parceria com o CEGAA (Conselho Europeu dos Grupos de Agentes do Automóvel), na Póvoa do Varzim, alertaram que os operadores do retalho e do pós-venda têm de estar atentos às novas realidades do setor, mas salientaram, por outro lado, que continuará a haver necessidade do presente por algum tempo no futuro.

O setor automóvel deve de preparar-se para a adaptação ao novo paradigma de utilização de veículos que está em surgimento. De necessidade de carro, os consumidores irão passar a ter necessidade de transporte. Essa realidade é potenciada, de resto, com outra alteração de fundo, a da tecnologia dos veículos (propulsão) e nos veículos (conectados com recurso à Internet e à telemática).

Mais informação “aqui”